27 abril 2017

Cabelo: Outono/Inverno 2017

Oi gente, hoje vim falar mais um pouco sobre cabelos \o/\o/\o/! Trouxe pra vocês os cores e cortes que prometem fazer sucesso nas estações mais frias do ano. Confiram a seguir:

CORES
No que se diz respeito à cor, o novo sucesso dos últimos tempos são as morenas iluminadas. A técnica, chamada de bronde hair que quer dizer blonde e brown, ou seja, loiro e castanho é indicada para as mulheres que querem apenas dar uma iluminada no visual, mas sem passar por uma mudança radical ou depender de muitos retoques. A ideia é que o visual criado seja de nem morena, nem loira, é algo entre essas duas tonalidades, com raízes mais escuras e mechas mais claras, dando ao cabelo uma sensação de profundidade.


Já os loiros deixam pra trás aquele visual marcado, típico das luzes. Os diferentes tons da cor têm que se misturar suavemente no cabelo, e a passagem da raiz até as pontas tem que ser mais suave ainda.


Para as ruivas, o efeito chamado pumpkin spice é promessa de sucesso. A cor é acobreada, com a raiz escura e as pontas levemente mais claras, criando um suave degradê. Também, o cabelo bem vermelhão está fazendo sucesso na Europa, e a tendência deve chegar aqui em breve.


CORTES
Os comprimentos médios, na altura dos ombros, continuam em alta! A diferença é que, agora, o corte, antes repicado, agora aparece com a base mais reta e uma franja na altura da boca ou do nariz pra acompanhar, o que dá a impressão de alongar o rosto.


Os curtos também chegam com força, dando um ar moderno aos fios. O corte pixie, bem bagunçado, repicado, despontado e acompanhado de uma mini franja lateral é o que promete fazer mais sucesso.


ESTILO
As Kardashians e as Jenners usam o cabelo partido bem ao meio, com os fios bem retinhos e as duas primeiras mechas ao lado do rosto colocadas atrás da orelha.  Um jeito prático, simples e fácil de arrumar os fios.




17 abril 2017

Transição Capilar


Hoje vim falar de transição capilar, nos últimos tempos, os cabelos cacheados, ondulados e black power têm sido cada vez mais vistos e admirados por aí. Passamos por uma onda em que o cabelo liso e escorrido era febre geral e os alisamentos cada vez mais procurados. Mas ta cada dia mais evidente que esses tempos se foram e os cachos chegaram para ficar!!!!


O que é transição capilar? É uma transição pela qual passam os fios, onde o cabelo vai eliminando a química ali presente ao longo de seu crescimento, e dá espaço aos novos fios, completamente naturais.


A transição não tem um tempo definido para ser concluída: depende muito do ritmo de crescimento do seu cabelo e também do novo comprimento que você deseja que ele fique. Depende da sua escolha: desapegar do cabelão e passar a tesoura no comprimento todo quando a sua raiz ainda estiver começando a crescer ou ir cortando aos poucos, até que os fios naturais cheguem no tamanho desejado.



Como fazer quando meu cabelo ainda está “no meio do caminho”? Essa é uma das maiores dúvidas das meninas que passam pela transição, já que seu cabelo está apresentando duas texturas, e, ao mesmo tempo, você já estava acostumada com aquele cabelo escorrido e agora precisa aprender a manusear os lindos cachos.  Existe sempre a opção de cachear a parte lisa dos seus fios (com babyliss, bobes, coque, chapinha e tantas outras técnicas). No entanto, os cabelos com química tendem a apresentar uma certa dificuldade para segurar os cachos por muito tempo e, por isso, os diferentes penteados são aliados fiéis, lindos e práticos. Além disso, é possível colocar acessórios bem bacanas. Confiram as opções:



Espero que tenham gostado do Post… Principalmente as meninas que estão em transição e as que pretendem começar esse processo.
Bjo e até +!  

16 abril 2017

Corretivo: Antes ou depois da base?

Corretivo: Passo antes ou depois da base?

Tenho certeza que várias de vocês sempre se perguntam se o corretivo deve ser usado antes ou depois da base. Uma das melhores formas de eliminar olheiras e manchas no rosto é utilizando um corretivo de boa qualidade, mas o que poucas mulheres sabem é que o momento da maquiagem em que ele é aplicado pode fazer toda a diferença. Afinal antes ou depois da base? Confiram a seguir:
Depois da Base: Pode-se sempre usar o corretivo como segundo passo, já que a base já cobre parte das imperfeições e aplicar corretivo depois da base porque assim é possível ver as áreas que realmente precisam ser escondidas ou iluminadas. Aplicar base exige movimentos com os dedos, esponja ou um pincel e qualquer uma dessas opções, pode simplesmente retirar o corretivo que havia sido passado antes. O resultado da menor quantidade de produto nas áreas mais escuras pode não ser sentido imediatamente, mas vai fazer diferença ao longo do dia quando as olheiras e manchas ficarem evidentes. Outra vantagem é que a hidratação que a base proporciona para a pele ajuda a fazer com que o corretivo não craquele e se espalhe de forma mais fácil.
Escolha o corretivo ideal: O maior medo de quem sempre usa o corretivo antes da base é que o produto se sobressaia muito por cima. Para evitar o problema, a dica é  procurar por um corretivo que seja apenas um tom mais claro que a pele. A finalização fica por conta de um pó que deve ser pincelado em todo o rosto para uniformizar os tons e texturas.

Corretivo: Passo antes ou depois da base?


Por hoje é só pessoal, sei que estou sumidinha por aqui, mas não deixem de passar por aqui sempre e deixar seus comentários que super me ajudam.

Bjo e até o próximo post.

12 abril 2017

Frases eternizadas de “Comer, rezar, amar”


Do livro “Comer, Rezar, Amar” de Elizabeth Gilbert e do filme de 2010, que narra a história de uma escritora que troca a segurança de um casamento não muito feliz, por uma viagem de redescobrimento. Muitos se encantaram com o livro e com o filme, e muitas frases foram eternizadas.

“Sabe o que senti quando acordei hoje de manhã? Nada. Nem paixão, nem entusiasmo, nem fé, nem emoção. Absolutamente nada. Eu acho que eu passei do ponto onde se poder chamar isso de um mau momento e isso me apavora. Meu Deus, essa ideia é pior do que a ideia da morte. É essa pessoa que eu vou ser de agora em diante?”
“A gente precisa ter o coração partido algumas vezes. Isso é um bom sinal, ter o coração partido. Quer dizer que a gente tentou alguma coisa.”
“Há momentos que temos de procurar o tipo de cura e paz que só podem vir da solidão.”
“Todo mundo fica assim no começo de uma história de amor: quer felicidade demais, prazer demais, até adoecer.”
“- Sinto sua falta. - Então sinta minha falta. E me mande amor e luz toda vez que pensar em mim. Depois esqueça. Não vai durar pra sempre, nada dura.”
“Aprenda a lidar com a solidão. Aprenda a conhecer a solidão. Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida. Bem-vinda à experiência humana. Mas nunca mais use o corpo ou as emoções de outra pessoa como um modo de satisfazer seus próprios anseios não realizados.”

“Para chegar ao castelo, você precisa nadar pelo fosso.”
“Se houve sofrimento é porque você tentou.”
“Olhe o mundo através do seu coração, assim encontrará Deus.”
“Esses dois têm muitos problemas, problemas sérios que precisam resolver; mas juntos, são perfeitos um para o outro, existe sentimento, vai entender…”
“Há momentos que temos que procurar o tipo de cura e paz que só podem vir da solidão.”
“Melhor viver o seu próprio destino de forma imperfeita do que viver a imitação da vida de outra pessoa com perfeição. Então agora comecei a viver a minha própria vida. Por mais imperfeita e atabalhoada que ela possa parecer, ela combina comigo, de alto a abaixo.”

“Tem que aprender a escolher seus pensamentos da mesma forma que escolhe suas roupas todos os dia, trabalhe sua mente é a única coisa que deve controlar porque se não dominar seus pensamentos terá problemas sempre.”
“E se a gente simplesmente reconhecesse que nosso relacionamento é ruim, e mesmo assim ficasse junto? […] Dai a gente poderia passar a vida inteira junto… infelizes, mas felizes por não estarmos separados.”

 “Quanta gente já ouvi dizer que os filhos são a maior realização e o maior reconforto de suas vidas? São aqueles com quem eles sempre podem contar durante uma crise metafísica, ou em um momento de dúvida quanto a sua relevância – Se eu não tiver feito mais nada nesta vida, então pelo menos terei criado bem os meus filhos.”


10 abril 2017

Resenha: Comer, Rezar, Amar (Filme)


Crítica - Comer, rezar, amar fala sobre se redescobrir, aprender a estar em equilíbrio com si mesmo e amar a vida de todos os modos que ela lhe é apresentada. Confesso que esperei o filme sair do cinema para assisti-lo em casa. Confesso também que comprei o livro em 06 de março de 2010 (bem antes de o filme ser lançado nos EUA) e até que eu visse o filme não tinha me animado a ler o livro, e ainda não tinha me animado a ler até esses dias pra trás (por preguiça mesmo, “senti vergonha em escrever isso”), mas eu senti uma vontade imensa, de observar a minha vida por um instante por fora, pra ver o que é que você está fazendo de errado, quando nada, mas nada mesmo vai pra frente, nada, mas nada mesmo acaba tendo sentido algum, e de que vale ter passado (e continuar passando) por tantos sacrifícios, por tantos sofrimentos (“MEU DEUS!!!!!”), se não consigo fazer com que quase nada saia como planejado. Tive uma vontade imensa de mudar, fazer algo de diferente. Uma mega viagem está fora de cogitação, mas fiz um replanejamento da minha vida pessoal, para que reflita na profissional e em breve (se Deus assim permitir) eu estarei mostrando aqui no Blog quando tudo realmente começar a dar certo. Triste, engraçado, belo, sensível e real, Comer, rezar, amar é um filme recomendadíssimo que faz você pensar sobre muitas coisas, levando a história de Liz como exemplo.


Resenha – Elizabeth é uma mulher cansada de seu casamento. Sua vida desmorona quando ela descobre que quer o divórcio e seu marido se recusa a assinar os papéis, pois ainda a ama. Culpada por morar de favor e por largar seu marido apaixonado, Liz se despreza.
Ela embarca num namoro com um cara mais novo, um ator que trabalhou em uma peça que ela escreveu. A convivência dos dois se torna turbulenta e ela se vê separada e fora de sua própria casa. Exausta de si mesma, de sua vida e de seus relacionamentos desastrosos, Liz embarca em uma viagem de um ano à Itália, Índia e a Indonésia.
Itália
Na Itália, ela descobrirá seu apetite, além de se deliciar com as belas paisagens. Sem medo de calorias, Liz descobre o quanto vale uma boa comida e estar bem com si mesma.
Índia
Na Índia, Liz aprende a rezar, a meditar, onde finalmente se descobre, perdoando seus erros e suas atitudes que considerou erradas.
Bali Indonésia
Em Bali na Indonésia, ela retorna para um senhor que tinha previsto que seu casamento acabaria e ela retornaria em um ano para lá. Ela o ensina o seu idioma e em troca ele a ensina tudo sobre o equilíbrio.
Depois de tudo que aprendeu, estará Liz pronta para um novo amor?

Elizabeth Gilbert
O Interessante é que a história é baseada na viagem da autora que realmente aconteceu, assim como todas as suas circunstâncias. Ela lançou, um novo livro, como que uma continuação para Comer, rezar, amar. Este se chama Comprometida, e narra sua vida após a viagem que mudou sua vida e suas indecisões, agora que ela se vê a um passo de um novo casamento.

Conheça mais sobre Elizabeth: http://www.elizabethgilbert.com/



04 abril 2017

Tendência: Meia Arrastão


Hoje, vamos falar sobre uma aposta que divide opiniões: a meia arrastão. Pra quem não sabe, a meia arrastão é aquela cheia de “furinhos”, e tem uma polêmica pelo fato dela ser relacionada sempre a uma pegada mais sexy. Mas, a verdade é que, hoje em dia, sabendo como combinar e equilibrar a peça, dá muito bem pra fugir dessa pegada. Olha só alguns exemplos de como usar e como faz muita diferença em um look mega simples:



Pra quem ainda está um pouco na dúvida com a tendência e não tem certeza se inclui nos looks, um dos jeitos que a gente mais tem visto ela sendo usada por aí é por baixo das calças jeans rasgadas. Assim, a meia só aparece por baixo dos rasgos da calça, e não pela perna inteira. Outra dica é apostar nas meias com os furinhos menores, isso da a impressão, de longe, que o furadinho nem está ali e que é uma meia calça lisa.