14 outubro 2016

A majestosa Paris


A beleza de Paris impressiona. A cidade tem uma variedade enorme de palácios, parques, igrejas e monumentos, e, com tantos lugares lindos para ver, fica até difícil definir um roteiro, principalmente quando se tem pouco tempo. Para te dar uma mãozinha, selecionei os melhores pontos turísticos e passeios em Paris. Confira as dicas e programe seu roteiro!
Dicas rápidas: onde ficar em Paris
Paris é enorme, assim como as opções de hospedagem na cidade. Um fato bastante conhecido, é que é uma das cidades mais caras para se hospedar na Europa, mas, com jeitinho, sempre dá para encontrar ótimos hotéis com preços acessíveis. As áreas mais famosas onde ficar em Paris são nos arredores do Champs Elysees, mas em áreas mais próximas das estações de trem da cidade, por exemplo, que oferecem ótimas conexões de transporte, e são centrais, dá pra encontrar ótimas opções também, a exemplo do Ibis Paris Gare d’Lest, que fica pertinho da estação de mesmo nome e da Gare du Nord (onde sai o Eurostar para Londres). 
Se você gosta de algo com um pouco mais de estilo, confira o Hotel Delavigne, pertinho dos Jardins de Luxemburgo, o primeiro ponto turístico de Paris na lista abaixo.
Jardin du Luxembourg - O Jardin du Luxembourg é um dos mais belos parques da cidade, e um dos mais famosos pontos turísticos de Paris. Próximo da Universidade de Sorbonne, o parque costuma ficar cheio de estudantes da conceituada instituição parisiense. Nos dias de sol, é comum ver pessoas relaxando nas cadeiras disponibilizadas, enquanto admiram a beleza do lugar. O parque tem um grande lago, de frente para o Palácio de Luxemburgo, além de várias estátuas e fontes. Uma delas é a Fonte Medici, construída em 1630, uma das mais belas de Paris. Tanto o palácio quanto o parque foram inspirados no Palácio Pitti de Florença, a cidade natal de Marie di Medici, esposa do rei da França naquela época. Dentro do parque existem vários monumentos, como as estátuas de mármore branco, que retratam mulheres notáveis da França, e o modelo original da Estátua da Liberdade, vista hoje em Nova York, e dada de presente aos Estados Unidos pela França. Sem dúvidas, um passeio imperdível em Paris.
Panthéon e Igreja Saint Etienne du Mont - Nas proximidades do Jardin du Luxembourg ficam outros dois famosos pontos turísticos de Paris: o Panthéon e a Igreja Saint Etienne du Mont. O Panthéon é um edifício enorme, inspirado no Panteão de Roma. Lá fica um mausoléu que contém os restos mortais de diversas personalidades francesas como Voltaire, Rousseau e Victor Hugo. É possível visitar o interior do prédio e a cripta pagando EUR 7,00 (adultos) ou EUR 4,50 (pessoas com idades de 18 a 25 anos). Crianças não pagam. Pertinho do Panthéon fica a igreja de Saint Etienne du Mont, que é uma das mais bonitas de Paris. Ela passou por diversas reformas ao longo da sua existência, e a parte de dentro tem um belo altar de escadas espirais e um imenso órgão. Uma outra atração notável é o relicário dourado, que contém os restos mortais de Santa Genoveva.
Igreja de Saint Sulpice - Esta é certamente uma das igrejas mais famosas do mundo, e já foi referenciada em diversas obras literárias, como “O Código Da Vinci”, de Dan Brown. Além de famosa, a igreja de Saint Sulpice é também uma das igrejas mais belas da França, além de ser a segunda maior de Paris, perdendo apenas para Notre Dame. Devido à sua arquitetura grandiosa e inovadora, e a suas ligações com a astronomia, Saint Sulpice sempre exerceu fascínio sobre os amantes de Paris e de suas belas igrejas. No interior, pode-se ver o Grande Órgão, considerado um dos mais belos e elaborados do mundo, e também o Gnomon Astronomicus, um mini obelisco, construído para que o padre da importante paróquia pudesse determinar com precisão o início da Páscoa, quando, ao meio dia, no solstício de inverno, a luz do sol passa por um fresta na parede da igreja, e alcança a linha de metal que corta o obelisco.
Les Invalides - A cúpula dourada de Les Invalides pode ser vista de praticamente toda Paris e o seu tamanho e imponência refletem a sua importância. A cúpula faz parte um complexo imenso, construído em 1676, e que abriga museus e monumentos relacionados à história militar da França. Lá fica nada menos que a esplendorosa tumba de Napoleão Bonaparte, e também o Museu das Armas, além de uma bela igreja.
Tumbas - O impressionante sarcófago de Napoleão Bonaparte, feito de pedra maciça, fica logo abaixo do grande domo dourado de Les Invalides cercado por estátuas de mármore branco, e no centro do que parece ser um imenso sol. A tumba do seu filho, Napoleão II, fica próxima,em uma galeria acessível através de uma escadaria que fica atrás do altar que domina o salão. O famoso domo de Les Invalides é decorado com afrescos de cores vivas, com cenas celestiais. A grandiosidade e a perfeição do lugar realmente são impressionantes, e todos os visitantes parecer ter a mesma expressão de surpresa nos seus rostos. Você com certeza sairá de lá de boca aberta! Não deixe de passear pela galeria superior e conferir os sarcófagos de outros heróis de guerra da França, cada um completamente diferentes um do outro, em salões distintos. O percurso mais comum dentro do complexo é visitar a Tumba de Napoleão primeiro, e, em seguida, a Capela de Saint-Louis-des-Invalides, a Grande Praça da Honra, e o Museu das Armas.
Capela - A capela fica logo atrás da tumba de Napoleão, e é um lugar de bastante paz, onde se ouve música clássica saindo dos altos falantes durante toda a visita. Se prestar bem atenção, você verá ao fundo, através do vidro, o altar que fica no salão da tumba de Napoleão. Um dos pontos altos da visita à capela é a visão dos estandartes de guerra que foram tomados dos inimigos derrotados pela França. Este tipo de decoração é uma tradição única de lá, e diz muito a respeito do orgulho que os franceses têm do seu passado militar.
Museu das Armas - O Museu das Armas tem diversas exibições diferentes, inclusive algumas multimídia, onde o dá para assistir o movimento das tropas francesas em suas batalhas, tudo numa enorme tela de computador. Entre os artefatos guardados lá, estão inúmeras pinturas de Napoleão, além de artigos levados de tropas inimigas, como roupas, botas, armas e até instrumentos musicais. Mas o “objeto” mais interessante, sem dúvidas, é o cavalo de Napoleão. Isso mesmo, o cavalo favorito de Napoleão, que o acompanhou em suas batalhas, está em exibição no museu, empalhado.
Ponte Alexandre III, Petit Palais e Grand Palais - A Ponte Alexandre III é considerada a mais bela de Paris. Ligando Les Invalides ao Champs Elysées e ao Petit e ao Grand Palais, a ponte se encontra em um dos recantos mais grandiosos da cidade, um lugar com vários prédios importantes. Construída em 1896, a ponte tem esculturas e estátuas de bronze, que representam a aliança entre a França e a Rússia, e, de cima dela, tem-se vistas maravilhosas da Torre Eiffel e de outros marcos da cidade, como o Petit e o Grand Palais, sobre os quais irei falar a seguir. Se você pretende visitar vários pontos turísticos de Paris de uma só vez, existem excursões, feitas a bordo de ônibus panorâmicos, que são interessantes, porque evitam que se perca tempo procurando os lugares nos mapas ou pegando o metrô. Algumas delas incluem ingressos para a Torre Eiffel.
Grand Palais e Petit Palais - O Grand Palais é um grande salão de exibições que foi construído para a Exposição Universal de 1900, com o propósito de abrigar os grandes eventos artísticos da cidade. O seu impressionante teto de vidro tinha como objetivo manter o espaço iluminado por mais tempo, já que, na época da sua construção, a energia elétrica ainda não era tão difundida. Além de uma imponente fachada em pedra maciça, o Grande Palais impressiona também pelo seu teto arqueado, que é suportado por enormes vigas de ferro que lembram um pouco as vigas da Torre Eiffel. Apesar de toda sua grandiosidade, muitos turistas preferem conferir o interior do Petit Palais, que abriga o Museu Parisiense de Belas Artes, com coleções que tem desde móveis do século XVIII a pinturas de Monet, Delacroix e muitos outros. A fachada do Petit Palais parece ser ainda mais elaborada que a do Grand Palais, com colunas em estilo romano, esculturas e um lindo pórtico em formato de arco. A entrada do Grand Palais muda de preço de acordo com a exibição em cartaz. Já o Petit Palais oferece entrada grátis para suas exibições permanentes, e tem um café super charmoso no seu jardim, onde dá para relaxar e tomar uma bebida ou comer um lanche.
Torre Eiffel - A Torre Eiffel foi construída em 1889, apenas para a Exposição Mundial, um grande evento que acontecia nas principais cidades do mundo, quando os antigos impérios tinham a oportunidade de demonstrar seus avanços nas artes, arquitetura e tecnologia. Acredite ou não, a torre não agradou muito os parisienses assim que ficou pronta, e o plano era que ela fosse desmontada no final da exposição. O sucesso foi tão grande que resolveram mantê-la, e, desde então, a Torre Eiffel já atraiu mais de 220 milhões de visitantes, e fica difícil imaginar Paris sem ela. A experiência de ver a cidade do topo da Torre Eiffel é indescritível, e com certeza vale a pena enfrentar a fila quilométrica. Se tiver oportunidade, não deixe de conferir os cafés que ficam na avenida por trás de Trocadero, a esplanada de mármore logo de frente para a torre. Lá, você poderá vivenciar o verdadeiro estilo de vida parisiense, e ver os moradores chiques da cidade tomarem o seu vinho, enquanto admiram a belíssima paisagem. Não deixe de fazer este imperdível passeio em Paris!
Champs Élysées e Arco do Triunfo - Comissionado por Napoleão, o Arco do Triunfo cumpre o seu propósito: demonstrar o triunfo da França e dos seus exércitos. Tão grandioso quanto os arcos originais romanos, o Arco do Triunfo faz parte da paisagem de Paris, e se tornou um símbolo da cidade, complementando a beleza da avenida Champs-Elysées. Esta avenida é a vitrine de Paris, e possivelmente da França, e lá vêem-se as últimas novidades das mais diversas indústrias francesas. Ao longo da avenida ficam as lojas das mais famosas marcas do país e do mundo: desde showrooms de montadoras, como a Renault, à maior loja da Louis Vuitton, que sempre tem fila para entrar! Na Champs-Elysées ficam também alguns dos melhores hotéis, boates e restaurantes de Paris, não há lugar mais movimentado na cidade, independente do horário. Passeie com calma ao longo da avenida, e não deixe de olhar para cima e conferir a arquitetura esplêndida dos edifícios.
Museu do Louvre - O Museu do Louvre é definitivamente um dos principais pontos turísticos de Paris, e lá são encontrados alguns dos maiores acervos de esculturas, pinturas e objetos decorativos do mundo! É no Louvre que ficam a Mona Lisa e a Vênus de Milo, além de trabalhos de Caravaggio, Rembrandt, Da Vinci, entre muitos outros mestres, sem falar nas renomadas coleções de artefatos egípcios e gregos. O exterior do museu é igualmente impressionante, com sua famosa pirâmide de vidro, e a esplanada imensa que tem um espelho d’água, e ótimas paisagens para fotos. Ao programar o seu passeio em Paris, não deixe de incluir o Louvre! Existem diversas empresas oferecendo visitas guiadas em português, e com entrada preferencial (o que pode economizar horas valiosas se você tem pouco tempo na cidade).